Trombólise realizada no exterior não se codifica

Ir em baixo

Trombólise realizada no exterior não se codifica Empty Trombólise realizada no exterior não se codifica

Mensagem por amaral bernardo em Qua 16 Jan 2019, 06:48

"Sendo codificadora na área médica do CHEDV, foi-me colocada a seguinte pergunta:
Neurologia, em via verde AVC, observa  o doente, faz  TAC  CeE e angiotac, se indicado faz trombólise, entra em contacto com CHVNGaia-Espinho e, se indicado, transfere para trombectomia; o doente regressa, no geral,  48 h após.
Não há forma de codificar o realizado no SE regresso, dado ser episódio para continuação de cuidados após 48 h de estadia em unidade de AVC de Gaia. O que faz com que não seja codificado TROMBOLISE, dado ficar associado ao episódio de SE.
Isso coloca em causa os objetivos de trombólise realizada pela Neurologia.
Qual a melhor forma para não perder essa informação? proceder a criar episódio de internamento antes de transferir?
Penso que codificar esses procedimentos em episódio posterior não seria aceite pela auditoria, e codificar como episódio inicial  teria 2 para esse doente na mesma data em hospitais diferentes."


(Responde Fernando Lopes)

 
 
A regra geral é codificar aquilo que foi realizado durante o episódio que se está a codificar.
Se o doente é enviado a outro hospital e lá é internado (como aqui se diz 48 horas) o que lá foi realizado é lá que se codifica.
A exceção é codificar o procedimento que foi realizado em entidade não pertencente ao SNS (privada).
 
A Circular Normativa Nº 16/2015/DPS/ACSS esclarece:
- o doente que realiza tratamentos em outro hospital do SNS (dito de destino) que é referência para esses tratamentos, tem alta do hospital que pede (dito de origem) e é internado (em internamento ou em ambulatório) no hospital que realiza o tratamento; não há emissão de termo de responsabilidade, não há faturação, nem codificação por parte do hospital de origem;
- o hospital que presta o tratamento é que codifica o procedimento, para efeitos de agrupamento em GDH, e o fatura a um terceiro pagador, se existente;
- se o doente regressar ao hospital de origem, o procedimento realizado no hospital de destino continua a não ser codificado no hospital de origem;
- nos casos em que o envio do doente a outro hospital, por parte de um hospital que tem capacidade instalada, resulta de uma indisponibilidade momentânea dos necessáros recursos, o hospital de origem emite termo de responsabilidade e é responsável pelo pagamento dos serviços prestados no hospital de destino.
 
Em resposta às questões acima colocadas:
- a circular normativa 16/2015 diz, claramente, para  o hospital de origem dar alta ao doente quando o envia ao hospital de destino;  
- a trombólise realizada no hospital de destino só lá é que é codificada;
- os "objectivos de trombólise" - tratar  o doente - não estão em causa;
- a informação da realização da trombólise não se perde, uma vez que a BD dos GDH (Base de Dados da Morbilidade Hospitalar, ou BDMH) é nacional e lá consta (no episódio do hospital de destino) a trombólise e tudo o mais que tiver sido documentado e codificado;
- no caso específico da trombólise o hospital de origem pode codificar (no episódio de retorno do doente) 
  Z92.82 Status post administration of tPA (rtPA) in a different facility within the last 24 hours prior toadmission to current facility
  se tal for aplicável e houver documentação;
 
A BDMH não substitui a informação clínica registada, seja no SClínico ou em qualquer outra aplicação. É lá que poderemos confirmar se o doente fez trombólise, no nosso ou em outro hospital. A codificação e os GDH têm finalidades precisas e, por isso, são limitados e não fornecem tudo o que de lá gostaríamos de obter.
Não podemos alterar as regras e codificar a dobrar (ou a triplicar como já aconteceu) só para satisfazer a nossa 'estatística'.
 
 
Fernando Lopes
amaral bernardo
amaral bernardo

Mensagens : 261
Data de inscrição : 19/12/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum