Ecoendoscopia

Ir em baixo

Ecoendoscopia Empty Ecoendoscopia

Mensagem por amaral bernardo em Ter 30 Abr 2019, 06:31

"Um doente é internado para fazer eletivamente uma ecoendoscopia gástrica.
 Como codificar?"

(Responde Fernando Lopes)
 
 
O diagnóstico dependerá do contexto. Haverá sinais e sintomas a justificar o exame, o diagnóstico clínico no fim do exame e, eventualmente, o diagnóstico histológico se tiver sido feita biopsia.
 
O procedimento será o da inspeção (endoscopia) gástrica e o da ecografia gástrica.
Se for feita biopsia não se codifica a endoscopia pois ela estará codificada na abordagem do procedimento de Excision, Endoscopic.
 
A ecoendoscopia é uma ecografia realizada por via endoscópica.
Poderia ser assim codificada mas nas tabelas de imagiologia não é codificada a abordagem: o 5º carácter não contempla Approach mas Contrast, o 6º carácter não contempla Device mas Qualifier, e o 7º carácter é também Qualifier como na secção médico-cirúrgica.
Só é possível contemplar a 'abordagem' na ecografia do coração (B24-), das artérias (B34- e B44-) e das veias (B54-) através do Qualifier 'Intravascular'.
Por este motivo temos de classificar as ecoendoscopias com um código de Inspection e outro de Imaging.
 
Na ecoendoscopia gástrica teremos:
0DJ68ZZ  Inspection of Stomach, Via Natural or Artificial Opening Endoscopic
BD42ZZZ  Ultrasonography of Stomach
 
E, por exemplo, numa biópsia endoscópica do pâncreas guiada por ecoendoscopia:
0FBG4ZX Excision of Pancreas, Percutaneous Endoscopic Approach, Diagnostic (*)
BF47ZZZ Ultrasonography of Pancreas
 
E, ainda, numa biópsia transbrônquica de gânglios mediastínicos por via endobrônquica com ecoendoscopia:
07974ZX Drainage of thorax lymphatic, percutaneous endoscopic approach, diagnostic (*)
BB4CZZZ Ultrasonography of Mediastinum
 
Note-se, no entanto, que a codificação da ecografia é opcional: 
- If desired, assign also code BF47ZZZ, Ultrasonography of pancreas, for the ultrasound guidance. (Coding Clinic Third Quarter 2014 p.15)
- As previously stated, coding radiologic guidance is optional in the inpatient setting. (Coding Clinic Fourth Quarter 2015, p.30)
 
(*) O Coding Clinic esclarece que a abordagem via orifício natural ou artificial se limita ao que é acessível por dentro duma body part tubular sem atravessar a parede do seu lúmen. Só nas tabelas que (ainda) não tenham a abordagem endoscópica percutânea é que será lícito utilizar a abordagem via orifício natural ou artificial endoscópica para codificar um procedimento realizado para além da parede do lúmen da body part tubular:
 
The ICD-10-PCS tables currently use approaches containing the phrase “via natural or artificial opening” for body parts within the confines of the orifice or tubular body part without traversing the lumen wall to get to a different body part. The use of this approach for other body parts could change over time if requests for additional codes are made through the ICD-10-PCS Coordination and
Maintenance process. (Coding Clinic Fourth Quarter 2013, p.112)
--

amaral bernardo
amaral bernardo

Mensagens : 261
Data de inscrição : 19/12/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum